Ligue!
19 3802.2020

Até o fim de 2015, cada brasileiro terá pago R$ 10,3 mil em tributos

 

Até o fim de 2015, cada brasileiro terá pago R$ 10,3 mil em tributos

Até 29 de junho, brasileiros pagaram R$ 1 trilhão em impostos; preço dos produtos tem alta carga tributária, o que encarece mercadorias, diz presidente da ACE-Holambra

Junho,julho, época de festa caipira Brasil afora – isso todo mundo sabe. O que os consumidores, porém, nem imaginam é a quantidade de impostos que a população brasileira já pagou de janeiro até 29 de junho, Dia de São Pedro. Não fazem ideia também do quanto de tributos pagam em produtos prosaicos como um pacote de amendoim ou um copo de quentão. Para o primeiro produto são 36,54% de impostos, enquanto que o quentão fica mais salgado: 61,56% de impostos.

Em 29 de junho, o Impostômetro (sistema que mede a arrecadação de tributos do país), disparou: os brasileiros haviam pago R$ 1 trilhão em impostos, até às 12h20 daquele dia.

Nesta mesma data, a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), entidade a qual a Associação Comercial (ACE-Holambra) é ligada, promoveu o “Arraiá do Trilhão – São Pedro... Socorro! Tá chovendo imposto”.

A ação, que tem repercutido na mídia de todo o Brasil, foi feita para divulgar a alta carga tributária nacional, que mostrou ainda: o valor de R$ 1 trilhão em tributos só foi alcançado no ano passado em 10 de julho.

Fatia gorda de cada produto vai para o governo, comenta presidente da ACE

“É importante que o brasileiro saiba o quanto sai de dinheiro do seu bolso no pagamento de impostos. É essencial que o consumidor entenda que, ao comprar um produto, uma fatia muito grande do preço vai para o governo, não fica para o comerciante ou para o fabricante”, fala o presidente da ACE-Holambra, Alberto Pedro van denBroek.

O presidente comenta alguns números mostrados pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), sobre o que seria possível fazer com R$ 1 trilhão: “Esse valor é suficiente para implantar 80 milhões de salas de aula equipadas, asfaltar mais de 900 mil quilômetros de estradas ou garantir o fornecimento de medicamentos à população brasileira por mais de 400 meses”, declarou.

O que é o impostômetro

Instalado na sede da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), centro da capital paulista, o Impostômetro registra em tempo real a arrecadação total de impostos, taxas e contribuições. O relógio indica o quanto a população paga de tributos sobre o consumo, o patrimônio e a renda. Assim, a importância de se cobrar dos governantes a melhor administração dos recursos públicos fica bem clara.

Cidadão já pagou R$ 4.980,50 em impostos

O Impostômetro tem registrado recordes sucessivos de arrecadação tributária na última década. E revelaque a média de arrecadação diária totaliza R$ 5,55 bilhões, sendo que por segundo é arrecadado o valor de R$ 64.300,41. Até 29 de junho de 2015, cada brasileiro já pagou R$ 4.980,50 em tributos. Até o final do ano, cada cidadão terá pago aproximadamente R$ 10.298,50.

O estudo do IBPT indica que o Brasil fechará o ano de 2015 com arrecadação próxima dos R$ 2,07 trilhões, um crescimento nominal de aproximadamente 5,8% sobre 2014.

Conheça a carga tributária de produtos típicos desta época:

 






<< Voltar