Ligue!
19 3802.2020

4 fatos que comprovam que o varejo físico está mais vivo do que nunca

Quer um motivo? A grande maioria das principais empresas de varejo do mundo ainda apostam em lojas físicas, e veem resultados.

Para ser direto: dizer que o e-commerce está matando as lojas físicas, atualmente, é um pensamento duvidoso e pode até ser considerado uma fake news (notícia falsa)É claro que o e-commerce é extremamente importante e, sem dúvidas, deve se integrar e coexistir junto ao varejo físico, pois além de ter grandes impactos em vendas, também é uma ferramenta essencial para analisar o comportamento dos consumidores. Porém, os fatos do mercado mostram dados e números que provam que as lojas físicas estão mais vivas do que nunca, e por isso separamos 4 desses fatos para você. Confira:

 

1. A grande maioria das principais empresas de varejo do mundo ainda apostam em lojas físicas, e vêem resultados.

Um dado que comprova isso pode ser observado no mercado americano. Segundo a National Retail Federation (NRF), as 10 maiores varejistas do país concentram seus principais esforços estratégicos no varejo físico, com uma excessão parcial da Amazon. Em ordem de classificação, essas empresas são Wal-Mart, Kroger Co., Costco, Home Depot, CVS, Walgreens, Amazon.com, Target, Lowe's e Albertson's.

Além disso, entre essas empresas (com exceção da Target), todas tiveram crescimento de vendas em 2017. Vale lembrar que só o Wal-Mart, maior varejista dos EUA e empresa com mais de meio século de existência, cresceu 8% no ano passado no mercado americano, apostando majoritariamente no varejo físico

 

2. As lojas físicas são mais rentáveis ​​que e-commerces

Claramente, todas as varejistas mencionadas no tópico acima possuem operações de e-commerce, porém as lojas físicas ainda seguem como o foco principal de seus negócios.

Um fato interessante para observar é que por mais que a popularidade da opção de compra online esteja em grande crescimento, as lojas físicas ainda geram taxas de conversão muito maiores, ou seja, a porcentagem de visitantes em uma loja que de fato compram algo é maior do que a porcentagem de visitantes/cliques em um site que de fato geram uma compra.

Recentemente, a consultoria Alix Partners rastreou cinco anos de desempenho financeiro para 20 varejistas. Para essas empresas, as vendas online cresceram de 10,5% das vendas totais em 2012, para 15,5% em 2016 - porém com as margens diminuindo constantemente e chegando a apenas 9% de margem ao ano. Na verdade, o que pode se observar na grande maioria dos casos é que as lojas físicas estavam fornecendo os produtos para serem revendidos online.

 

3. A Amazon investe pesado no varejo físico

Quando a maior varejista de comércio eletrônico do mundo anuncia a inauguração de lojas físicas já mostra que é necessário prestar atenção no assunto. Já quando a mesma Amazon anuncia o investimento de 15 bilhões de dólares na aquisição da Whole Foods, uma das maiores varejistas dos EUA, com mais de 460 lojas, isso mostra um verdadeiro compromisso com o varejo físico.


4. Os jovens preferem comprar nas lojas físicas, por incrível que pareça

Os Millennials e a geração Z surgiram em meio ao crescimento de empresas como Google, Facebook e Instagram. Porém, apesar desse movimento de digitalização e de interação online, esses dois públicos que representam a população mais jovem, seguem preferindo comprar em loja física do que por e-commerce.

A maioria dos Millennials em todo o mundo (70%) preferem lojas de varejo físico, de acordo com a consultoria CBRE Research. Além disso, nos EUA, mais de 77% da geração Z (consumidores que nasceram após meados da década de 1990 até o início dos anos 2000) disseram que as lojas físicas são o seu canal de compras preferido, segundo a Accenture. Note que esses públicos são o futuro do varejo.

 

IMPORTANTE: Por mais que esses dados mostrem que as lojas físicas estão com tudo, ainda existe uma grande onda de fechamento de lojas no varejo. Essa situação reflete que justamente pelo fato do varejo físico estar com tudo, os consumidores estão cada vez mais exigentes e complexos, então é dever de toda loja/empresa de varejo buscar oferecer as melhores experiências e opções para ganhar a confiança e a preferência desses consumidoresParticipe do FRV, uma das maiores conferências sobre varejo do Brasil que irá mostrar como sua loja pode alcançar esse sucesso.

 






<< Voltar