Ligue!
19 3802.2020

Vendas caíram até 13,4% no começo de 2015

O volume de vendas e o faturamento mensal retraíram no varejo de todo o Estado de São Paulo em janeiro de 2015 em comparação com o mesmo período de 2014. Segundo a pesquisa AC Varejo, a queda mais expressiva foi no volume de vendas. O varejo ampliado (que inclui automóveis e material de construção) registrou queda de 13,1%, enquanto o varejo restrito (que exclui esses itens), teve retração de 13,4%. O faturamento, consequentemente, também declinou, mas em menor escala: 6% e 6,3%, respectivamente.

Mesmo assim, os negócios no interior paulista foram melhores que os registrados na capital. Por lá, o volume de vendas caiu até 15,7% e o faturamento até 8,6%.

A mesma pesquisa comparou as vendas e o faturamento registrados em janeiro de 2015 e em janeiro de 2014 nas várias regiões paulistas. Na de Campinas, a qual pertence Holambra, as vendas caíram até 12,4%, enquanto o faturamento no varejo ampliado retraiu até 5,3%.
 

Boas vendas em supermercados e farmácias

Na comparação com o mesmo mês de 2014, o setor que apresentou o melhor desempenho nas vendas

foi o de supermercados, com alta de 7,8%. Em outra forma de comparação, analisando os números acumulados de doze meses, o destaque ficou com farmácias e perfumarias, cujo volume comercializado cresceu 5,0%.
 

Queda brusca nas concessionárias

Por outro lado, os maiores resultados negativos nas duas bases de comparação couberam às concessionárias de veículos. Elas amargaram quedas nas vendas de 15,2% e 13,0%, respectivamente.

A pesquisa AC Varejo é feita pela Associação Comercial de São Paulo e pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal.






<< Voltar