Ligue!
19 3802.2020

Projeto de Natal será cancelado por falta de adesão das empresas

Três empresas participaram da reunião, sendo apenas uma da Rota dos Imigrantes

O projeto de decoração proposto para a Avenida Rota dos Imigrantes, inicialmente tratado entre Associação Comercial de Holambra, Prefeitura Municipal e comerciantes, foi cancelado na reunião desta terça-feira, 24 de abril, na ACE. A decisão foi tomada pela entidade, com apoio da Prefeitura e dos comerciantes presentes, mediante a falta de interesse e de adesão dos empresários. Na terceira tentativa de reunir os lojistas da região central para discutir o assunto, apenas uma empresa da Rota dos Imigrantes participou da reunião. No total, três lojistas, dos mais de 60 convidados, estavam no encontro, sendo dois deles das ruas adjacentes à Rota. Os demais participantes eram diretores da Associação Comercial e a diretora de turismo do município, Alessandra Caratti.

“Lamentavelmente, na reunião desta terça-feira tivemos apenas três empresas presentes, sendo apenas uma única da Rota. Então, como elaborar um projeto de Natal para o comércio, se os comerciantes, que deveriam ser a parte interessada, não participam de uma discussão de tamanha importância para o comercio local? Em virtude da falta de interesse dos lojistas de, ao menos discutir e conhecer o projeto, pois a Associação Comercial já havia contratado uma empresa para desenvolvimento de propostas, não há razão para continuidade. Consequentemente, só resta à Associação cancelar o projeto”, declarou o presidente da ACE, Daniel Lino Rodrigues.

 O presidente lembrou que em novembro do ano passado o comércio foi enfático ao requerer uma ação de Natal na região central. Na época, as ações possíveis foram realizadas pela Prefeitura Municipal e pela Associação Comercial, que investiu em torno de R$ 15 mil para colaborar com a decoração e com a criação de atrativos. “O acordo, com a concordância de todos os comerciantes envolvidos, era de que em janeiro de 2018 nos reuníssemos e planejássemos juntos, com tempo, um projeto de Natal para 2018, adequado, que tornasse a região central atrativa para dezembro. Junto com a Prefeitura, foi realizada a primeira reunião em janeiro. Depois, realizamos a segunda em fevereiro, e agora a terceira, todas com baixíssima adesão. A maioria das empresas que protestaram no fim do ano passado, com receio de perder vendas, sequer vieram às reuniões de janeiro até agora”, observou. “Estamos perdendo uma chance importantíssima de criar um Natal na região central, que beneficiaria a todos”.

 

Projeto envolveria pórticos e prédios

Na reunião da última terça-feira, a ACE chegou a apresentar um projeto de decoração natalina, mesmo diante da pequena participação das empresas. Elaborado pela consultora de visual merchandising Carla Marks, contratada pela Associação Comercial para estudar um projeto de Natal para a Rota dos Imigrantes, o material continha propostas de atrativos e valores. Entre as ideias, estavam decorações e iluminações em pórticos e também nos prédios da Rota. “A parte da ACE que foi combinada até aqui, nós entregamos. Na última reunião, ficou decidido que ideias e custos seriam levantados e nós apresentamos tudo isso, embora apenas três empresas tenham vindo. A ACE cumpriu com sua parte, contratando e custeando um profissional especializado, além de colocar seus funcionários para cuidar do assunto”, afirmou Rodrigues. “Um projeto de Natal tem que ser coletivo. No ano que vem vamos tentar novamente, mas para 2018 as discussões sobre esse tema estão canceladas”.

A diretoria de turismo do município, Alessandra Caratti, que acompanhou as reuniões desde o início, apoiou a decisão. “É uma pena, pois a região central poderia ficar muito bonita, atrair consumidores e turistas. Assim como acontece em todas as cidades que trabalham o Natal como atrativo de venda, o comércio precisa estar interessado e mobilizado. É natural que as empresas invistam no seu próprio negócio e é isso que um projeto de Natal representa, investimento em mais clientes, mais visitantes e vendas”.

 

Foto: Os diretores da ACE Ronaldo Graat e Daniel Rodrigues, a diretora de turismo Alessandra Caratti e a consultora que estudou a decoração na região central, Carla Marks. Sem adesão, projeto é cancelado.

Foto: Apenas três empresas se interessaram por decorar o Centro. Demais participantes da reunião eram diretores da ACE.

 






<< Voltar